Como as marcas podem tirar proveito do ‘Reactions’?

adnews-15991951961456424879b2e422a63a77efa79ba595ea001dae9522104d35

Após uma inserção gradativa, o Facebook finalmente disponibilizou a ferramenta “Reactions” para toda a base de usuários. Para quem não sabe, a novidade nada mais é que uma variação do tradicional like que, além da conhecida “jóinha”, ganha outras emoções, expressas por meio seis emojis diferentes – amor, diversão, felicidade, surpresa, tristeza e raiva.

 

Facebook-reações (1)

Dentre os inúmeros lançamentos da rede social em 2016 este é, sem dúvidas, um dos mais importantes para as marcas. Isso porque o “Reactions” deve impactar diretamente a interação entre empresa e consumidor no digital.

Segundo Camila Porto, autora do livro Facebook Marketing, a novidade trará mais opções de engajamento para os fãs, o que reflete “em mais dados e informações para as empresas avaliarem o desempenho do seu conteúdo”. Ela ainda afirma que os social medias devem temer o emoji zangado, que representa um descontentamento. “Muitas reações assim podem ser ruins para a imagem da empresa”, acrescenta.

 

Entre as vantagens que a ferramenta dá, está o feedback aprimorado dos usuários.” A partir do momento que há diferenciação entre as reações, é possível saber o que realmente as pessoas acharam de cada conteúdo. A pessoa podia simplesmente ‘curtir’ ou realmente ter ‘amado’ aquilo. Com essas possibilidades, as empresas podem saber o que as pessoas realmente gostam e o que elas só curtem”, conta Camila.

Fica claro que o Reactions amplia o leque ao trazer outros elementos de engajamento. Apesar de não terem mais ou menos peso que uma curtida, os inofensivos emojis podem abrir um novo cenário de análise de dados e de conexão com a audiência.

 

Via: adnews